[Desafio Históricos & Eu] Um Beijo Inesquecível, de Julia Quinn @Arqueiro

Título: Um Beijo Inesquecível
Autor: Julia Quinn
Lançamento: 2016
Páginas: 272
Gênero: Romance / Ficção / Literatura Estrangeira
Editora: Arqueiro
Sinopse: Toda a alta sociedade concorda que não existe ninguém parecido com Hyacinth Bridgerton. Cruelmente inteligente e inesperadamente franca, ela já está em sua quarta temporada na vida social da elite, mas não consegue se impressionar com nenhum pretendente.Num recital, Hyacinth conhece o belo e atraente Gareth St. Clair, neto de sua amiga Lady Danbury. Para sua surpresa, apesar da fama de libertino, ele é capaz de manter uma conversa adequada com ela e, às vezes, até deixá-la sem fala e com um frio na barriga.Porém Hyacinth resiste à sedução do famoso conquistador. Para ela, cada palavra pronunciada por Gareth é um desafio que deve ser respondido à altura. Por isso, quando ele aparece na casa de Lady Danbury com um misterioso diário da avó italiana, ela resolve traduzir o texto, que pode conter segredos decisivos para o futuro dele.Nessa tarefa, primeiro os dois se veem debatendo traduções, depois trocando confidências, até, por fim, quebrarem as regras sociais. E, ao passar o tempo juntos, eles vão descobrir que as respostas que buscam se encontram um no outro... e que não há nada de tão simples – e de tão complicado – quanto um beijo.
Esse é mais um livro lido para o cumprimento do #DesafioHistóricoseEu entrando no quesito "Ler um Romance Histórico ambientado no século 19." 
Eu estava louquinha para ler esse livro porque estava muito curiosa em relação aos outros filhos da série Os Bridgertons e digo que a autora não deixou a desejar. Julia nos trouxe em seu livro a mistura do romance com o mistério, algo que eu amo nos livros dela. Fiquei bastante satisfeita com esse livro e poderia dizer que o da série foi um dos que mais gostei. Para quem não sabe, Hyacinth é a filha caçula de quatro mulheres. Ela é uma pessoa bastante engenhosa, inteligente e que sempre procura pessoas para estarem a altura dela e é por isso que já em sua quarta temporada na vida social, ainda não conseguiu um marido. 

Não é que ela não tenha tentado, porque ela tem. Mas todos os pretendentes que tiveram a coragem para pedir à mão a ela acabaram sendo descartados por a moça achá-los idiotas demais ou caça-dotes. E ademais, quem iria querer casar-se com uma mulher que é mais inteligente que o próprio marido? Isso era assustador para todos os homens daquela época e por isso Hyacinth aos poucos perdia as esperanças. Com cabelos castanhos, olhos azuis e um corpo pequeno, nossa heroína tinha tudo para ser uma boa esposa. 

Em contradição, Gareth St. Clair tem tudo para não ser um bom marido, já que sua fama de libertino corre por toda Londres. No começo do livro, a narrativa começa falando sobre a história de seu pai e ele. Os dois não se suportam e Garret nunca entendeu o porque. É aí que Lorde St. Clair revela a ele que ele é um bastardo e que apenas o reconheceu por orgulho. Passado dez anos depois, os protagonistas dessa linda história vivem a se encontrar.

Hyacinth é bastante amiga de Lady Danbury, personagem  que sempre aparece nos outros livros como uma velha charlatã, mas na verdade, vemos que a senhora é até legal. Todas as terças-feiras ela visita Lady Danbury e lê para ela nessas tardes. O que faz os dois jovens se encontrarem repentinas vezes além das ameaças de Lady Danbury já que ela é avó materna do rapaz, é na verdade um diário de Anne, a suposta avó paterna de Garret. O diário foi escrito em italiano e depois que seu irmão mais velho morreu, George, ele encontrou o diário e estava muitíssimo curioso para saber o que havia sido escrito nele.

Coincidentemente, Hyacinth aprendeu um pouco de italiano e se oferece para ajudar Garret. Eles descobrem que a avó de Garret escondeu na casa do barão (pai de Garret) diamantes e a busca dos dois a essas jóias começa e assim entramos em mais uma aventura. Os dois acabam se envolvendo mas não sabem ou não querem definir o que realmente sentem, então é como aqueles personagens que se gostam mas não tem ideia do que é gostar. 

As cenas são lindas e bastantes dramáticas, diversas vezes fiquei com medo de ambos serem flagrados fazendo algo errado. Hyacinth se mostrou uma jovem bastante confiante e muito idêntica a mim. Acaba também sendo um pouco criança em relação a certas coisas o que me fazia rir dela durante o livro inteiro. Garret é simplesmente Garret! Lindo demais, cortês demais, sedutor demais. DEMAIS é a palavra certa para defini-lo. Simplesmente me apaixonei.

O livro foi uma surpresa para mim pois como disse lá em cima, junta romance com mistério e você fica lendo rápido só para saber as respostas que todos estão procurando. Um livro incrível, apaixonante e super indicável!


Minha evolução do desafio:

  1. Ler um Romance Histórico com um casal na capa.
  2.  Ler um Romance Histórico nacional.
  3.  Ler um Romance Histórico clássico.
  4.  Ler um Romance Histórico em que o mocinho seja guerreiro.
  5.  Ler um Romance Histórico com a temática casamento. (Ligeiramente Casados)
  6.  Ler um Romance Histórico com mais de 500 páginas.
  7.  Ler um Romance Histórico de banca.
  8.  Ler um Romance Histórico com a capa masculina.
  9.  Ler um Romance Histórico ambientado no século 19. (Um Beijo Inesquecível)
  10.  Ler um Romance Histórico que você comprou pela capa.
  11.  Ler um Romance Histórico que o título comece com a inicial do seu nome.
  12.  Ler um Romance Histórico sobrenatural/fantasia.

0 comentários

Não esqueça de deixar seu comentário, assim poderei saber se gostou ou não do post.
Aproveite e deixe seu link, para que eu possa retribuir sua visita! ❤