[Resenha] 1 milhão de motivos para casar, de Gemma Townley @Record

  • 23:30
  • 15 março 2016
  • Título: 1 milhão de motivos para casar
    Autor: Gemma Townley
    Lançamento: 2015
    Páginas: 392
    Gênero: Chick-lit / Ficção / Romance / Literatura Estrangeira
    Editora: Record


    Sinopse: Quatro milhões de libras. Para Jessica Wild, este é um valor que ela nunca mesmo, em seus sonhos mais loucos, conseguiria ter. Porém, é mais ou menos o quanto ganha quando sua amiga Grace morre e a deixa como herdeira. O único obstáculo entre Jess e a fortuna é um detalhezinho no testamento: seu nome aparece como Sra. Jessica Milton. 
    A questão é que... bem... Grace sempre perguntava sobre a vida amorosa de Jess. Ela, por sua vez, descrente no amor e na felicidade conjugal, acabou inventando um namorado — que viria a se tornar seu marido — de mentira. O sortudo foi Anthony Milton, seu chefe. E agora Jess se vê em um beco sem saída: a única maneira de conseguir a herança é se casar com Anthony. Em cinquenta dias. E sem que ele saiba o verdadeiro motivo. 
    Jessica então terá de usar todas as manobras possíveis para conseguir o sucesso da nova empreitada: o Projeto Casamento.

    O que me chamou a atenção nesse livro foi a capa. Gosto de capas criativas e feitas com ilustrações e me deu mais ainda vontade de ler quando li a sinopse do livro, que me pareceu incrível. O livro narra a vida da Jessica Wild,ou somente chamada de Jess. Ela é uma moça normal que trabalha em uma empresa de publicidade e é completamente focada no seu trabalho. Ela é um fracasso em relação a homens e quase nenhum lhe chama a atenção.

    Mora com sua amiga Helen em um apartamento que as duas dividem depois que sua avó morreu. A história fala justamente do que acontece após a morte da sua avó. Ela sempre foi criticada por ela já que foi deixada em sua casa assim que sua mãe morreu e nunca conheceu o pai. A avó a culpa pelas presepadas que a vida lhe trouxe. É nas visitas que ela faz a avó na casa de repouso é onde ela conhece Grace, uma velhinha doce e completamente diferente da mulher que a criou.

    Após ela morrer, Jess começa a visitar Grace frequentemente e daí as duas criam uma amizade incondicional. Porém, Grace é muito romântica e sonha que um dia Jess vai encontrar o amor da sua vida. Tentando atender as expectativas de Grace, Jess inventa que se casou com seu chef, Anthony Milton e é por meio dessa mentira que as coisas acabam se complicando. Após Grace morrer, ela deixou em seu testamento uma herança para Jess de 4 milhões de libra, porém, o nome que está no testamento é de Jessica Milton, o nome de casada da moça. Ou seja, para ela receber a herança, ela precisa estar casada com Anthony, seu chefe.

    Helen vê a oportunidade perfeita para a amiga conhecer um homem e acabam criando o Projeto Casamento afim de que Jess consiga seduzir Anthony antes do prazo estipulado no testamento que é de 50 dias. Os dias vão correndo e Jess vai narrando sua rotina e como andam as coisas no tal projeto. Conhecemos então mais sobre Anthony, seu chefe, que é um retardado em minha opinião e também conhecemos Max, um moço incrível mas que na minha opinião, a autora deixou a desejar não revelando muito sobre ele, apenas dizendo que ele é bastante focado no trabalho e quase nunca se diverte assim como Jess.

    Acho que o que não gostei no livro foi que senti que a autora perdeu um pouco o foco do enredo do livro e ás vezes alguns acontecimentos eram sem coesão em minha opinião. Claro que as minhas expectativas foram altas já que esperei um livro padrão Sophie Kinsella e talvez eu tenha me decepcionado um pouco pelo livro não ter sido tão impactante. 

    A história é boa mas não é aquela coisa que te faz querer ler de madrugada afim de terminar logo. Mas um ponto positivo foi o final que teve várias reviravoltas e me deixou de boca aberta. Cheio de surpresas, acho que a Gemma deixou para o final o que ela poderia ter acrescentado no meio do livro. Mas acho que pelo final, o livro valeu muito a pena ter sido lido. Indico para aqueles que gostam de histórias do gênero chick-lit porque é uma história muito boa, mas não indicaria para aqueles que gostam de histórias fortes ou com um enredo mais elaborado. 


    Comentário(s)
    0 Comentário(s)

    Tecnologia do Blogger.