[Resenha] Nove regras a ignorar antes de se apaixonar, de Sarah MacLean @Arqueiro

Título: Nove regras a ignorar antes de se apaixonar
Autor: Sarah MacLean
Lançamento: 2016
Páginas: 384
Gênero: Romance / Literatura Estrangeira / Ficção
Editora: Arqueiro
Sinopse: A sonhadora Calpúrnia Hartwell sempre fez tudo exatamente como se espera de uma dama. Ainda assim, dez anos depois de ser apresentada à sociedade, ela continua solteira e assistindo sentada enquanto as jovens se divertem nos bailes. Callie trocaria qualquer coisa por uma vida de prazeres.

 E por que não se arriscar se, aos 28 anos, ela já passou da idade de procurar o príncipe encantado, nunca foi uma beldade e sua reputação já não lhe fará a menor diferença? Sem nada a perder, a moça resolve listar as nove regras sociais que mais deseja quebrar, como beijar alguém apaixonadamente, fumar charuto, beber uísque, jogar em um clube para cavalheiros e dançar todas as músicas de um baile. E depois começa a quebrá-las de fato.
Mas desafiar as convenções pode ser muito mais interessante em boa companhia, principalmente se for uma que saiba tudo sobre quebrar regras. E quem melhor que Gabriel St. John, o marquês de Ralston, para acompanhá-la? Afinal, além de charmoso e devastadoramente lindo, ele é um dos mais notórios libertinos de Londres.
Contudo, passar tanto tempo na companhia dele pode ser perigoso. Há anos Callie sonha com Gabriel e, se não tiver cuidado, pode acabar quebrando a regra mais importante de todas – a que diz que aqueles que buscam o prazer não devem se apaixonar perdidamente.
O ENREDO
Lady Calpúrnia Hartwell já tem 28 anos e ainda não conseguiu se casar, muito menos ter seu primeiro beijo. Apesar de ser uma romântica incurável, Callie já perdeu as esperanças de conseguir um casamento por amor e há exatamente dez anos ela nutre uma paixão platônica pelo libertino marquês de Ralston, Gabriel St. John, mas como qualquer outra solteirona, Callie não tem a beleza necessária que uma mulher teria para impressionar o marquês. Dona de um corpo considerado roliço naquela época, ela possui seios fartos, quadril largo e cabelos e olhos de um castanho bem comum.

Em um dia, ela acidentalmente escuta uma conversa onde a chamam de "passiva". Inconformada com a forma que as pessoas a veem, ela resolve mudar isso e tomada por um espírito de aventura e com ajuda de um pouco de vinho e o encorajamento de seu irmão, ela cria uma lista de possíveis coisas que faria se tivesse coragem. Uma delas seria ganhar um beijo apaixonado, dentre outras como andar a cavalo com as pernas abertas, fumar charuto e jogar em um clube para cavalheiros. A lista seria apenas de possibilidades, mas tomada pelo ímpeto do álcool, ela decide que irá cumprir cada item e começa pela mais improváveis de todas: ganhar um beijo do homem por quem é apaixonada todos esses anos. Então vai a casa de Gabriel no meio da noite para pedir a ele que a beije.

Gabriel St. John tem um irmão gêmeo chamado Nicholas, mas por quatro minutos, ele acabou sendo o mais velho e por isso herdou o título de marquês. Apesar de gêmeos, os dois tem uma diferença marcante: a personalidade de cada um. Nick é mais considerado O Príncipe Encantado enquanto Gabriel seria o Libertino Devasso, e ele faz jus muito bem a característica que lhe foi dado. Possui uma beleza nata que se resume em olhos azuis como vidro e fartos cabelos pretos. Sabe como encantar uma mulher e consegue muito bem dominar o ambiente, mas todo o seu mundo passa a mudar quando descobre que possui uma irmã bastarda e que precisa cuidar dela já que ele e Nick são a única família que ela possui.
“Enfurecia-o o fato de que a mãe tivesse gerado outra criança – uma menina, ainda por cima – e a abandonado. Mas ela tinha razão, claro: Gabriel honraria a família. Faria o possível para expiar os pecados da mãe.”
Disposto a fazer com que Juliana seja aceita na sociedade, apesar de ser italiana e católica, ele está a procura de alguém para ensiná-la todas as coisas que uma dama precisa saber sobre os modos da sociedade londrina. Então assim que Gabriel vê Callie em sua casa no meio da noite, arriscando sua reputação em busca de um beijo, ele a vê como a salvadora de seus problemas e então propõe que ela seja a pessoa que ensinaria sua irmã em troca de seu beijo.

Em meios aos ensinamentos que precisa dar e resistir ao fato de que Gabriel está perto dela, Callie precisa cumprir os itens da lista também. Porém, se a descobrirem sua ruína está iminente e sua reputação dilacerada e como por obra do destino, toda vez que ela resolve se dedicar a lista, Gabriel sempre está por perto para salvá-la. Apesar de achá-la louca ao cumprir essa lista que para ele seria absurda, Gabriel não quer que Callie acabe se prejudicando até porque isso refletiria em Juliana também e ambos acabam concordando que ele iria ajudá-la a cumprir todos os itens da lista. É assim que o mundo dos dois acabam se colidindo e fazendo com que eles se aproximem mais.

PRIMEIRAS IMPRESSÕES DA OBRA 
Eu já havia lido diversas resenhas desse livro e estava com muita vontade de ler algo de Sarah MacLean. Tampouco me decepcionei em nenhum momento em relação a narrativa e ao enredo. Sarah coloca riquezas de detalhes e um vocabulário de arrasar que me deixou cativada até o final de cada capítulo. Eu me apeguei muito a Callie e já nas primeiras páginas fiquei com muita dó dela. Ela é uma mulher muito insegura, que se deixa abalar pelo que dizem sobre ela e em alguns momentos me compadeci muito da moça. Apesar de tranquila, Callie é uma moça que necessitava de aventuras e precisava se sentir amada. Me encantei muito com ela e a vi como uma amiga que eu estaria disposta a ajudar.
“Não, ela não era Calpúrnia, imperatriz de Roma. Era a mesma Callie sem graça que sempre fora. E que sempre seria.
Em relação a Gabriel, eu estava louca para ver a redenção do personagem e as mudanças que Callie faria em sua vida. Gabriel ás vezes me encantava e noutras me deixava indignada, ele sempre falava a coisa errada e acabava sempre estragando os melhores momentos, mas isso só intensificou a ressalva de que ele era apenas um personagem completamente humano, que poderia errar e aprender com seus erros, e isso deu mais voracidade a história.

Callie acabou se mostrando uma mulher bastante ousada e descobre que gosta de realmente "viver". Usa bastante ironia - coisa que adoro já que uso muito -,  e surpreendeu muito a mim e ao próprio Gabriel. O crescimento dela no livro é notável e você acaba adorando os vais e vens da história. Esperava ansiosamente pelas narrativas onde ela resolvia experimentar alguma das coisas da lista porque ela sempre acabava em maus apuros e confesso que isso me tirou muitos risos. Outros personagens secundários também me chamaram atenção por serem simples mas que davam um toque leve a leitura, como Mariana, a irmã de Calpúrnia, e os irmãos de Gabriel, Nick e Juliana.

A leitura foi muito tranquila e acabei devorando rapidamente esse livro. A temática da Sarah nessa série foi o que mais me chamou atenção porque não é um tema que você vê em qualquer livro, foi algo único e por isso me deixou tão cativada, porque acabou não sendo mais um clichê de romances de época, com a mocinha rica e perfeitinha, sem nenhum defeito. Estou ansiosamente esperando pelo lançamento do segundo livro que conta a vida de Nicholas e tenho certeza que esse sera tão bom quanto o primeiro.

CONCLUSÕES E CRÍTICAS
O livro todo é muito leve e bem fácil de ler. Apesar do enriquecimento do vocabulário da autora, o leitor consegue facilmente entender a narrativa, mesmo tendo uma palavra desconhecida. A leitura é muito agradável e por conter um tema tão criativo faz com que o leitor queira terminar logo para saber o que acontece no final. Acabei me cativando não somente pelos personagens mas também pela autora, que me fez ficar de quatro pelo talento que possui. Com certeza esse é um livro que merece ser lido e apreciado, apesar de ter um final tão óbvio para nós que já estamos acostumados a esse gênero, mas afinal, quem não gosta de um clichê?


12 comentários

  1. Que resenha mais linda. Estou louca para ler este livro. Ele está na minha lista de desejados e agora então surtei total. Necessito. Amo romances históricos.

    Beijooooooooooos.

    Biia Rozante
    Blog Atitude Literária

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oiee! Obrigada por visitar. Também sou ficionada por romances históricos! Beijinhos <3

      Excluir
  2. Toda vez que eu leio uma resenha sobre esse livro eu fico formigando de vontade de ler! E a sua ficou tão linda e sensível... adorei! E as fotos ficaram maravilhosas! E eu uso esse perfume delícia! Tem cheirinho de delicadeza! Combina com todo o seu blog!
    Layout lindo, delicado, clean! AMEI!
    Estou te seguindo, e adoraria receber a sua visita!

    Beijos!
    Fabi Carvalhais
    Pausa Para Pitacos | Participe do TOP COMENTARISTA | Promoção PQ SIM!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pela visita! Esse livro é realmente muito bom e vale a pena ser lido. Em relação a todo o resto, você é uma fofa, obrigada!
      Beijos.

      Excluir
  3. Oi, tudo bem? Já li várias resenhas desse livro, e a cada resenha que leio, fico mais ansiosa para ler ele. É um dos poucos do gênero que tenho muita vontade de ler. Adorei a resenha!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada! Toda resenha que eu vejo dele, gosto mais ainda apesar de já ter lindo. Um ótimo livro <3
      Beijos!

      Excluir
  4. Olá, Miriã.
    O meu acabou de chagar aqui em casa e assim que terminar o que eu estou lendo vou começar a ler ele. Eu amo um clichê e adoro romances de época. Li algumas resenhas falando que a protagonista é bem insegura e liga bastante para o que os outros pensam. Gostei de ver a sua visão sobre esse ponto e acho que concordo com você.

    Blog Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi! Eu adorei de cara o livro, mas ás vezes a protagonista ficava se depreciando, coisa que me irritou um pouquinho. Mas me apaixonei por ela ao longo da narrativa e acabei entendendo seus problemas.
      Beijos

      Excluir
  5. Nossa estou tão ansiosa para ler esse livro ! Adorei a resenha!
    Um beijo ;*
    Quele Lorrane ♥ | Girls Sweet

    ResponderExcluir
  6. Oi!
    O livro tem cara de ser muito interessante! Adoro livros com histórias antigas.

    Beijos!

    http://edepoisdesonhar.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Oi Mika
    Todos romances de épocas são clichês, mas não me importo pois a leitura deste tipo de livro me tira o estres do dia-a-dia. Eu já comprei este livro e espero ler o mais rápido possível. Leio todas as séries de romances de época que a editora Arqueiro lança.
    Abraços,
    Gisela
    Ler para Divertir
    Participe do Sorteio dos 3 livros da Coleção Signos do Amor

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse livro é muito cômico e claro, um verdadeiro clichê, mas garanto que você irá adorar até porque Sarah MacLean tem um verdadeiro talento!
      Beijos

      Excluir

Não esqueça de deixar seu comentário, assim poderei saber se gostou ou não do post.
Aproveite e deixe seu link, para que eu possa retribuir sua visita! ❤