[Resenha Premiada] A Era de Ouro do Pornô, de Zeka Sixx @Multifoco

Título: A Era de Ouro do Pornô
Autor: Zeka Sixx
Lançamento: 2016
Páginas: 160
Gênero: Erótico
Editora: Multifoco
Livro cedido em parceria com o autor.
Sinopse: Max tem vinte e nove anos e mora sozinho em um apartamento em Porto Alegre. Faz bicos como tradutor e sonha em ser escritor, enquanto passa os dias bebendo, esperando o fim de um bloqueio criativo que o aflige há três anos. Você já leu essa história milhares de vezes, certo? Não exatamente. "A Era de Ouro do Pornô", primeiro romance de Zeka Sixx, autor do livro de contos "O Caminho dos Excessos" (Edição do Autor, 2015), parte de uma premissa aparentemente batida para se revelar uma fábula maldita, encharcada em álcool, sexo, cultura pop e niilismo. Mais do que Max, o anti-herói central, é a cidade de Porto Alegre, com seus habitantes - do sexo feminino, em especial -, o verdadeiro personagem do romance. O enredo se desdobra como uma montanha-russa, indo do sonho ao pesadelo num virar de página. "A Era de Ouro do Pornô" é uma sátira a uma geração que colocou sobre seus próprios ombros a necessidade de ser criativamente relevante.

Enfim trago à vocês a resenha sobre o livro de nosso autor parceiro Zeka Sixx. Apesar do livro ter chegado há uma semana aqui em casa, eu não tive tempo para começar, mas assim que embarquei na leitura, terminei muito rápido, visto que o livro contém poucas páginas e uma fonte grande. O que realmente dizer sobre o livro? Eu ainda estava procurando um real objetivo nele. A que ele veio? O que o autor quer mostrar ao leitor em suas páginas? É por meio desses questionamentos que conheci Max, o personagem principal dessa trama. 
A história é ambientada em Porto Alegre, no ano de 2012. Prestes a completar 30 anos, Max é um homem sem rumo, que não tem nada a oferecer. Seus dias são passados com várias doses de bebidas, e as noites passadas ao lado de mulheres famintas por uma noite de sexo. Max é um personagem completamente canalha, que usa e abusa de prostitutas a seu bel-prazer, não importa se é feia, bonita, gorda ou magra, ele já não tem mais um "tipo" preferido. Max é um ninfomaníaco viciado em álcool, que a cada momento se afunda mais no poço onde se inseriu há três anos. Cada mulher que ele fica, que por mais insignificante que seja, acaba por marcá-lo de alguma forma. Ao longo dos capítulos, vemos alguns relapsos de memória de Max, que nos explica algumas das perguntas que mais fazemos durante a leitura: por que e como ele ficou neste estado deplorável?

O legal da história é que o autor não se empenhou em criar um príncipe encantado, capaz de nos fazer apaixonar por ele e ansiar por um final feliz. Max não tem nada disso. Ele alimenta sua fama de um cara nada bom, de uma pessoa que não tem mais nada no bolso além de dinheiro para bebidas, de uma pessoa tão frustrada consigo mesmo ao ponto de se jogar na sarjeta sem nem mesmo se questionar o porquê. Max carrega em sua bagagem dramas. O livro tem uma dramaticidade muito forte e uma crítica maior ainda.

"Estou sendo corroído por um torpor difícil de descrever. Não se trata de infelicidade ou depressão, mas de um círculo vicioso, de uma completa ausência de um destino, de um final, de uma finalidade."

O que vemos não é um personagem que quer melhorar ou ver seu crescimento ao longo da trama, mas um personagem que conta em primeira pessoa o seu dia-a-dia, deixando de forma clara e crua a agonia que passa em cada segundo ao continuar vivo. Max não tem um propósito, não tem um objetivo que o faça viver e agradecer por continuar respirando. Ele acredita que é escritor, mas vemos no livro que na verdade, ele apenas "deseja" ser, mas não o é. Eu fiquei muito apegada ao Max pela forma como ele esboça seus sentimentos e suas convicções ao ponto de você não ter pena dele. Ele está nesta situação porque quer e nada mudará isso. 

Justamente por este pensamento, o livro não tem um ápice, um momento grande e abalador. O livro é como é: o diário de um homem que não tem mais salvação, que já se entregou às bebidas e ao sexo, fazendo daquilo sua salvação e ao mesmo tempo sua prisão. Assim, em meio a várias trilhas sonoras que são nos apresentada ao longo da narrativa, o final chega de uma forma bastante aberta. É você leitor que tem que definir o que realmente aconteceu com Max, você escolherá seu futuro e por isso, o autor nos deixa em meio a grandes imaginações sobre o caminho que Max irá seguir. 

Eu não sei mais o que falar sobre o livro. Pareceu-me o tudo e o nada. Fiquei sem reação alguma assim que o terminei e muito confusa em relação ao que iria escrever nesta resenha, mas posso dizer que o personagem principal acabou me impactando de alguma forma, seja por suas escolhas erradas ou por sua vontade de ser tão politicamente incorreto. O livro tem uma ótima diagramação, sem nenhum errinho de português. A capa é bastante sedutora e mais adentro do livro, descobrimos o porquê do título. Além disso, Zeka nos presenteia no final com uma playlist de todas as músicas citadas ao longo dos capítulos.
A Era de Ouro do Pornô além de falar sobre a vida de um homem que há muito tempo está perdido, faz uma grande alusão a pornografia e ao real prazer que já se existiu, seja no sexo ou em qualquer outra coisa que se faça. O livro é forte, contem palavras atrevidas, chulas e que te farão ficar de boca aberta, mas apesar disso, é uma obra que te deixa impressionada, ansiando pelo final. Eu amei a leitura, foi bastante gratificante para mim e terminei com aquela sensação de que algo enfim estava completo.



26 comentários

  1. Olá,

    Gostei bastante da premissa do livro e estou curiosa para me surpreender com as atitudes tomadas pelo protagonista, tal como você descreveu que te surpreendeu bastante.

    Abraços
    colecoes-literarias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Olá !
    com certeza esse tipo de livro não faz meu gênero literário mas adorei a sua resenha :)
    Um beijo ;*
    Quele Lorrane ♥ | Girls Sweet

    ResponderExcluir
  3. Olá!!
    Li o livro e também gostei bastante. É incrível a forma como o autor deu a ótica do personagem, parece ser uma pessoa real, que realmente mora em Porto Alegre, etc.

    Beijão
    Leitora Cretina

    ResponderExcluir
  4. Oi! Tudo bem?
    Hum... Detesto dizer não me interessa esse livro, mas, é o caso, não gosto do gênero e a premissa não me cativa, de qualquer forma, obrigada pela dica. Parabéns pelo blog e pela resenha!
    http://www.cristinadeutsch.org/
    Saudações literárias.
    Beijos no ♥
    CD

    ResponderExcluir
  5. Oi, Miriã! Gostei muito da tua resenha e fico feliz em saber que te sentiste tocada de alguma forma, pois esse é um dos objetivos, despertar as emoções do leitor! Espero que tenha curtido a playlist também! Para quem se interessou pelo livro, informo que haverá uma sessão de lançamento na Bienal do Livro de SP, no dia 03/09, no estante da Editora Multifoco.
    Parabéns pelo blog, foi uma honra ter sido o teu primeiro autor parceiro,que muitas outras parcerias venham por aí! Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Oi Miriã, que interessante sua resenha. Não conhecia o autor e nem o livro. Assim que olhei a capa e o título pensei que seria mais um romance erótico, daqueles clichês que estamos tão habituados. Mas, pela resenha ele perece ser completamente diferente do que imaginei. Adorei a sua resenha ;)
    Academia Literária DF

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Realmente, Gabi, não tem absolutamente nada a ver com um clichê. O livro todo é muito interessante, vale a pena ler.

      Excluir
  7. Oi Miriã, tudo bem? Definitivamente não leria o livro, não me chamou atenção! Adorei sua resenha e forma como descreveu a história, sua percepção em buscar o melhor do autor e do personagem.
    Um abraço
    Daniela Correa

    ResponderExcluir
  8. Oi Miriã
    Gostei da resenha, aliás sou apaixonada pela forma com que você escreve, e achei a premissa do livro bastante interessante, mas quando você disse que o autor termina o livro de forma bem aberta, fiquei um pouco apreensiva, isso é uma da caraterísticas que não gosto numa obra, quero que o final seja esclarecedor e que não deixe nada em aberto, prefiro, por exemplo, saber que a pessoas morreu ou traiu, a ficar na dúvida ou ter que imaginar por mim mesmo. Mas talvez não seja bem assim... não sei... Mas de qualquer forma fiquei curiosa.
    Abraços,
    Gisela
    Ler para Divertir
    Participe do Sorteio dos 3 livros da Trilogia FUNÇÃO CEO de Tatiana Amaral

    ResponderExcluir
  9. cara, esse q de marginal que o livro se propõe me ganhou completamente *-*
    o titulo,a capa, o enredo despretensioso... são de livros assim que eu me agrado... não conhecia o autor e fiquei super curiosa pra conferir sua escrita...
    dica anotada.
    Bjs. <3

    ResponderExcluir
  10. Oi, tudo bem? Amei sua resenha, mas sabe quando o livro não te chama atenção? Você gosta da resenha, ler comentários positivos, mas mesmo assim não sente interesse? Porém, que sabe no futuro né ?

    ResponderExcluir
  11. Oiii Miriã, tudo bem?
    Realmente não sou acostumada a ler obras assim, então seria algo bem novo para mim, se fosse para ler, seria por curiosidade mesmo. Sua resenha e as fotos estão ótimas <3
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  12. Olá flor, parabéns pela resenha ficou muito bem feita. Confesso que não curto enredos eróticos e certamente não irei conferir essa leitura, mas gostei de conhecer.

    Abraços

    ResponderExcluir
  13. Olá!
    Li o título e pensei "deve ser um lixo", ai li a resenha e "WOW, PRECISO LER ISTO".
    Adorei a premissa do livro, deve ser realmente muito agoniante ler este livro, e são livros assim que eu estou com vontade de ler ultimamente, algo forte, que te tire da sua área de conforto.

    beijos
    http://ummundochamadolivros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu gostei muito do livro, Gus. Com certeza é algo que nos tira da zona de conforto, você fica surpreendido com a força da narrativa e a realidade dos fatos.
      Um abraço!

      Excluir
  14. não é o tipo de livro que leria no momento, mas é uma boa pra indicar pros amigos. Adorei a sua resenha, especialmente por ser sincera em relação ao vocabulário do livro.
    Parece interessante, mas eu passo dessa vez.

    ResponderExcluir
  15. O Livro parece ser bem interessante. Bem reflexivo e carrega um drama, como você diz, bem cru. Gosto de livros assim, não conhecia este, mas vou anotar. Gostei muito da sua resenha.
    Abraço;

    http://estantelivrainos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  16. Oie
    infelizmente não sou muito fã desse tipo de gênero mas a capa está bem chamativa para quem curte e sua resenha está legal, além do mais, belo enredo haha

    Beijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  17. Olá!
    Não conhecia o livro, mas achei a premissa ousada e o protagonista me parece ser aquele tipo anti-herói que causa empatia no leitor. Fiquei bastante curiosa pela leitura.

    ResponderExcluir
  18. Com certeza eu leria esse livro! Eu adoro personagens humanos, que mostram o seu lado podre e problemático (e seu lado bom também). Há muito tempo que cansei desses personagens perfeitos, idolatrados tão óbvios e tão clichês.

    Um Metro e Meio de Livros

    ResponderExcluir
  19. Oie, Miriã, tudo bem? Adorei a premissa do livro, achei diferente e caótico. Fiquei bem curiosa pra ler e sua resenha tá incrível!

    ResponderExcluir
  20. Oi Miriã, sua linda, tudo bem?
    Confesso que não é o tipo de leitura que eu costumo fazer. Apesar disso, percebo que o autor construiu um personagem muito forte, com um drama muito forte e esse enredo é bem diferente do que costumo ler. Parece uma obra muito boa para quem gosta do gênero. Sua resenha ficou ótima.
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Assim, eu não leria. Apesar do livro me parecer muito interessante, não é bem o tipo de leitura que me prende.

    http://laoliphant.com.br/

    ResponderExcluir
  22. Oi, tudo bem?
    O livro não se encaixa muito nos meus padrões de leitura mas me interessei um pouco, acho que me surpreenderia com essa personagem.

    ResponderExcluir
  23. Oiii
    Gostei muito da sua resenha, deu para entender sobre o assunto do livro e sobre esse personagem diferente da maioria. Mesmo gostando não sei se leria, o tema foge bastante do que gosto mas talvez eu dê uma chance.

    Jéssica Rodrigues
    Coração Leitor

    ResponderExcluir
  24. Oiii
    Menina o que é esse livro?! Amei!
    Eu não conhecia,mas preciso muito, principalmente por se passar aqui em Porto Alegre!
    Bjus

    ResponderExcluir

Não esqueça de deixar seu comentário, assim poderei saber se gostou ou não do post.
Aproveite e deixe seu link, para que eu possa retribuir sua visita! ❤