[Resenha] Desaparecida, de Catherine McKenzie @LeYa

  • 09:11
  • 15 julho 2016
  • Título: Desaparecida
    Autor: Catherine McKenzie
    Lançamento: 2014
    Páginas: 320
    Gênero: Romance / Literatura Estrangeira
    Editora: LeYa
    Sinopse: "Só poeira. É como se eu tivesse sido apagada. Transformada em cinzas."
    Quem nunca sonhou em recomeçar a própria vida do zero? A jovem advogada Emma Tupper se vê diante dessa oportunidade quando volta para casa, após passar seis meses desaparecida na África. Surpresa, constata que todos acreditam que ela estava... morta. Emma descobre que sua antiga vida foi apagada. O apartamento onde vivia acaba de ser alugado para um novo inquilino, o misterioso fotógrafo Dominic. No escritório de advocacia no qual construía uma carreira brilhante com vistas ao cargo de sócia, sua rival Sophie se apossou não só de seus clientes e de sua sala - mas também de seu namorado, Craig. Enquanto tenta resolver o caos em que se transformou seu mundo, Emma se questiona: ela era feliz antes de sua viagem à África? Tinha valido a pena se sacrificar tanto em nome do trabalho? Amava Craig de verdade? Queria mesmo ter aquela vida de volta? Romântico e espirituoso, "Desaparecida" revela a envolvente trama de uma mulher à procura de si mesma.
    Desaparecida é aquele tipo de livro onde você implora para o autor fazer um final feliz, que os personagens principais fiquem bem e que dê tudo certo. Nunca havia lido nada da Catherine McKenzie, mas fiquei ansiosa com esse livro dela pelo enredo. Fiquei tão eufórica quando comecei a ler algumas partes do livro que fiquei agradecida por ter pensado o pior dele, já que minhas expectativas estavam lá embaixo, pois acabou me surpreendendo de um jeito maravilhoso.

    Mas confesso que mesmo assim fiquei com medo de me decepcionar com a narrativa porque achei que iria ser um drama cansativo, onde o personagem só sofre e nada de bom acontece, ou pior, ele começa a ajeitar a vida do nada, fazendo tudo dar certo como se fosse a coisa mais fácil do mundo. Mas Catherine me surpreendeu quando escreveu fatos verossímeis nesse livro. Recomeçar do zero é difícil, ainda mais depois que a personagem principal Emma Tupper passa seis meses na África sem dar notícias a ninguém e então é dada como morta. Emma gosta da sua vida como está: está quase se tornando sócia do escritório de advocacia onde trabalha, tem um namorado bonito que a ama e amigos que sempre estão ajudando-a. Porém, a morte de sua mãe acaba mudando alguns planos dela, e esta lhe dá como herança passagens para o continente africano. Emma atendendo esse último pedido da mãe, acaba embarcando nessa aventura.

    Os capítulos geralmente começam com lembranças ou sonhos de Emma que narram alguns momentos dela na África e todas as coisas que aconteceram por lá. Nesse meio tempo, descobrimos que assim que chega ao continente, Emma acaba adoecendo e depois disso, a cidade onde se hospeda acaba sofrendo um terremoto. Como era impossível se comunicar, todos que a conhecem acham que ela está desaparecida.

    Depois dos longos seis meses, ela enfim consegue voltar à sua casa em Londres, mas acaba descobrindo que a fechadura da chave nem abre mais. Desesperada, ela acaba conhecendo Dominic, o novo inquilino do apartamento que por sinal é muito legal com ela. Sem ter para onde ir, sem dinheiro (já que bloquearam seu cartão de crédito), Dominic acaba deixando ela ficar lá durante um tempo até que as coisas se ajeitem, mas Emma ainda está confusa. Como que puderam alugar o apartamento que era dela? É assim que descobrem que todos achavam que ela estava morta.

    A chegada de Emma é uma surpresa - felicidade para alguns, raiva para outros -, mas nem isso a abala. Os dias passam e ela luta para conseguir seu emprego de volta mas terá que recomeçar outra vez, o que é decepcionante já que ela sempre foi uma ótima advogada e estava prestes a alcançar seu sonho. E pior! Ainda descobre que seu antigo namorado, que trabalha junto com ela, está dormindo com sua rival Sophie, que ficou com a vaga de Emma assim que ela viajou para a África. Mesmo decepcionando-se com o ex, que agora vive querendo voltar com ela, e o que mais gostei da Emma é que com tudo dando errado, ela se manteve firme e não quis voltar com ele. Para mim, um namorado que pensa que você está morta, desiste de procurar você e já se engraça pro lado de outro, não te merece! 
    “Eu deveria desconfiar, mas sou muito distraída. Apesar de tudo o que aconteceu, eu me sinto muito feliz.”
    Conhecemos também muito mais de Dominic e já no início ele revela que ele acabou flagrando sua noiva e seu melhor amigo na cama. Por isso que Dominic acabou se mudando para o apartamento de Emma. Ele é hiper fofo, bonito e é fotógrafo. Fiquei imaginando a cara dele o livro inteiro, mas Catherine me decepcionou quando não fez mais revelações sobre a aparência dos personagens. Até mesmo Emma não teve uma caracterização decente mas nada que realmente atrapalhasse a leitura.

    Emma começa a se envolver demais com Dominic e eles acabam se tornando grandes confidentes. Porém, algumas coisas acontecem (inclusive as constantes ligações da ex-noiva dele) e os dois acabam se afastando e Emma sofre muito com isso pois acabou se acostumando a presença dele. Um personagem que adorei foi a amiga de Emma, a Stephanie. Ela é incrível e tem bastante otimismo. Muito admirável, tem um coração bom e nunca acreditou que sua amiga pudesse estar morta. Até foi a África em busca dela no começo do livro. Sua personalidade me lembrou a Alice de Crepúsculo. 

    O livro é narrado pela perspectiva de Emma em primeiro pessoa. O enredo não é apenas sobre recomeço e esperança, mas também podemos encontrar romance, um pouco de mistério e muita demonstrações de amizade. Adorei cada página que li! Catherine simplesmente arrasou com essa obra e é um livro que guardo com uma enorme recordação. 

    Fonte: Daniela Farias

    Comentário(s)
    10 Comentário(s)

    Estou super curiosa em lê-lo, porém estava com o mesmo receio que você: me decepcionar. Mas depois da sua resenha, quero ainda mais ler rs.

    Beijos. (http://psamoleitura.blogspot.com.br)

    Miriã Mikaely 15.7.16

    Eu também fiquei meio "assim" como disse antes, mas acho que você irá gostar também!
    Beijos.

    Olá!
    Gostei demais de sua resenha. esse livro me parece muito interessante.
    Estou apaixonada pela capa e pela resenha.
    Beijos.

    meumundosecreto

    Diana Canaverde 16.7.16

    Oi Miriã... é a primeira resenha que leio sobre este livro... eu estava muito curiosa para saber um pouco mais sobre ele, uma vez que queria demais adquiri-lo... saber seu ponto de vista me deixou muito mais animada pela leitura... adorei toda a premissa do enredo... as vezes sinto falta da descrição do personagem, mas entendo também que tem autores que fazem isso de propósito para que a imaginação do leitor corra para longe... eu gostei muito de tudo que li aqui e coloquei o livro na minha listinha interminável... xero!!!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    Miriã Mikaely 16.7.16

    A capa é realmente muito fofa não é? Obrigada!! Eu amei a leitura, muito boa por sinal.

    Miriã Mikaely 16.7.16

    Olá, Di. Pois é, eu tinha receio sobre o livro mas a escrita da autora e o desenvolvimento da personagem foram tão bons que acabei gostando dele e me surpreendendo de um jeito muito legal. Aproveite a leitura!
    Beijos.

    Michele Lima 16.7.16

    Oi Miriã! Nem li, mas já fiquei torcendo por um final feliz! Parece ser um livro bonito e intenso, dica anotada!!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    Miriã Mikaely 17.7.16

    Oi, o livro é muito legal Mi. Acho que iria gostar de ler, beijão.

    Oi!!

    ADOREI a resenha! :))

    Beijos

    Myle Monroe 29.1.17

    Maravilha de Resenha!
    Estava procurando uma resenha para esse livro e já estava desistindo do livro pois vi muitos falando que era "razoável" nada de especial. Mas lendo sua resenha, voltei com o ânimo. Obrigada!


    PS: me identifiquei com o blog, ganhou uma nova leitora! bjs:*

    Tecnologia do Blogger.