[Resenha] A vida é uma festa, de Sarah Mason @Bertrand Brasil

  • 09:55
  • 08 julho 2016
  • Título: A vida é uma festa
    Autor: Sarah Mason
    Lançamento: 2005
    Páginas: 294
    Gênero: Chick-lit
    Editora: Bertrand Brasil
    Sinopse: Para Izzy Serranti, uma inglesa de 26 anos, A Vida É uma Festa - literalmente. Ela trabalha como promoter, dando um duro danado para fazer com que todo mundo se divirta. Porém, enquanto organiza festas e eventos, Izzy tenta a sorte na busca por sua alma gêmea. Mas as coisas não andam nada fáceis... e só vão piorar quando o fantasma de Simon Monkwell - seu pior inimigo de infância, responsável por tornar o seu dia-a-dia insuportável - voltar a lhe assombrar. Quer dizer, Simon ainda está vivo... mas bem que Izzy gostaria de que ele já estivesse morto e enterrado! Então, recapitulando, para Izzy Serranti, A Vida É uma Festa - desde que Simon Monkwell não seja um dos convidados, é claro! Neste novo romance, o bom-humor e a fluência da narrativa confirmam que Sarah Mason - responsável pelo premiado Um Amor de Detetive - veio mesmo para ficar.Mas o tempo se passou e o brutamontes de 13 anos se transformou num respeitado empresário. Izzy, no entanto, está convencida de que Simon Monkwell ainda é o mesmo grosseirão de 15 anos atrás. É por isso que tem de enfrentar os mais conflitantes sentimentos quando Monty, o pai de Simon, pede que ela o ajude a organizar uma grande festa: um baile de caridade na fazenda Monkwell. Ela acaba aceitando - afinal, é uma causa nobre e o que passou, passou. Melhor ainda: Simon está bem longe, fora do país, numa viagem de negócios aos Estados Unidos. Ou não? Quase sem querer, Izzy volta a ser seduzida por essa excêntrica família e começa a perceber que suas traumáticas lembranças dos tempos de criança podem não estar totalmente de acordo com o que ela imaginava...
    Eu não sabia bem o que esperar desse livro porque nunca ouvi falar da autora e muito menos desta obra antes. Li algumas resenhas sobre ele para ver o que me revelavam e se valia a pena começar a lê-lo. Confesso que a história não me impressionou muito mas foi uma leitura bastante agradável para passar o tempo.

    Aqui conhecemos Izzy Serranti, uma mulher que trabalha como promoter em uma grande empresa de eventos. Nos começos dos capítulos, ela vai narrando os fatos da sua vida como o trabalho, o namorado que acabou de lhe dar um pé na bunda, o chefe que é um chato etc. Agora ela tem uma festa enorme para gerenciar, sem contar outras mil coisas a se fazer. A casa onde Izzy foi criada e passou boa parte da sua infância está alugando o espaço para um grande baile de caridade com tema circense que acontecerá dali uns dias. A casa nada mais é que da família de Simon Monkwell, um ex-amigo de infância de Izzy. Saber que terá que rever Simon não melhora em nada seu humor, mas com a ajuda de seu fiel amigo Dominic, Izzy está confiante que passará por isso sem mais problemas.

    Em uma boa parte do começo do livro, nós ficamos sabendo de todos os detalhes sobre o baile que Izzy está organizando e assim mais personagens acabam entrando na história, como Monty e Will (pai e irmão de Simon) e tia Winnie (a tia de Izzy). Estes personagens são fundamentais para o desenvolvimento do enredo e são eles que dão leveza a trama, com seus comentários engraçados e graciosos. Apesar da história ser sobre o romance de Simon e Izzy, ele praticamente não aparece na história até as 100 e poucas páginas do livro. A autora primeiro construiu um cenário para nós sobre Izzy, para que possamos conhecê-la melhor e só então criar um prelúdio entre os dois. Aos poucos o leitor também vai desvendando os motivos para que Simon fosse tão mal com Izzy quando eram crianças.

    Gostei também muito dos diálogos entre Izzy e Dom e de como a amizade deles é bem forte, ademais, a autora teve um foco enorme na carreira da moça já que o livro gira praticamente em torno disso. Eu achei que estaria vendo mais um clichê. Porém, a trama que Sarah Mason criou é maior do que posso chegar a dizer. Ela teve a audácia de criar aquele tipo de personagem que você não sabe se é bom ou ruim e se gosta ou não. Eu fiquei maravilhada com a jogada da autora já que imaginei como seria todo o enredo mas este se mostrou totalmente diferente do habitual.

    Simon tem um segredo que acaba influenciando demais na vida de Izzy e ela já não sabe se este é o mesmo homem de quem ela mantém más recordações. É aí que a luta pelo sucesso de uma empreitada vai juntando mais e mais nossos personagens principais. Uma trama toda é desvendada e por horas fiquei pensando se as coisas dariam certo ou não. Adoro o momento de suspense que esse tipo de autor trás a livros como esse. Adorei cada momento da história e cada cena que a autora criou com tanto cuidado para nos deixar impressionados e estagnados com o rumo que a trama vai levando.
    Apesar das reviravoltas e segredos revelados, não foi o bastante para ter se tornado um livro favorito aos meus olhos mas com certeza merece indicações para todos aqueles que gostam do gênero chick-lit. 

    Fonte: Mercado Livre

    Comentário(s)
    7 Comentário(s)
    Michele Lima 9.7.16

    Oi Miriã! Adoro um chick-lit!!! Adoro suas dicas super honestas! Eu já li Um Amor de Detetive que é dessa autora e realmente o romance demora para acontecer, mas no final fica com aquela sensação boa!!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    Oi, Mi. Pois é, fiquei sabendo desse outro livro dela também e queria muito ler, mas como não gostei tanto de O Amor é uma festa, não sei se arriscaria não. Beijão

    Fabulônica 9.7.16

    Pena que o livro não foi tão master assim. Não leio muito o gênero, mas gostei da sua resenha.
    Adorei o blog! Já seguindo :)
    Beijos,
    Juliana.
    http://www.fabulonica.com/

    Estilo Gisele 9.7.16

    Olá,
    Eu não conhecia o livro, mas gosto destes livros leves do gênero do Chick lit.
    Embora não tenha surpreendido muito pelo que você diz, eu acho que leria.
    Beijos
    www.estilogisele.com.br

    Miriã Mikaely 10.7.16

    É um livro muito agradável, como disse antes. Acho que para descontrair ele serviria.
    Beijo.

    Miriã Mikaely 10.7.16

    Obrigada por seguir o blog! Pois é, o livro não foi tão bom mas ele é até legal! Beijo.

    Blog Literário 10.7.16

    O livro não faz meu estilo, parabéns pela resenha!

    http://blogliterariodois.blogspot.com.br/2016/07/entrevista-luana-barros.html

    Tecnologia do Blogger.