Depois daquela montanha - Charles Martin | Resenha

O Dr. Ben Payne acordou na neve. Flocos sobre os cílios. Vento cortante na pele. Dor aguda nas costelas toda vez que respirava fundo.
Teve flashes do que havia acontecido. Luzes piscavam no painel do avião. Ele estava conversando com o piloto. O piloto. Ataque cardíaco, sem dúvida.
Mas havia uma mulher também – Ashley, ele se lembra. Encontrou-a. Ombro deslocado. Perna quebrada.
Agora eles estão sozinhos, isolados a quase 3.500 metros de altitude, numa extensa área de floresta coberta por quilômetros de neve. Como sair dali e, ainda mais complicado, como tirar Ashley daquele lugar sem agravar seu estado? À medida que os dias passam, porém, vai ficando claro que, se Ben cuida das feridas físicas de Ashley, é ela quem revigora o coração dele. Cada vez mais um se torna o grande apoio e a maior motivação do outro. E, se há dúvidas de que possam sobreviver, uma certeza eles têm: nada jamais será igual em suas vidas.

Ficção, romance | 304 páginas | Editora Arqueiro 

Ben Payne é médico cirurgião especializado em ortopedia. Depois de participar de um congresso a trabalho fora da cidade, ele está louco para voltar para casa e reencontrar sua esposa, Rachel. Porém, uma tempestade forte se aproxima cancelando todos os voos do aeroporto de Salt Lake City. Ele resolve então pagar um voo fretado com Grover, que poderá levá-lo até Denver. O avião pode transportar até três pessoas e Ben não exita em chamar Ashley, uma moça que ele conheceu horas antes no aeroporto, e que está a dois dias de subir ao altar.

Os três embarcam junto com o cachorro de Grover, mas depois de algum tempo sobrevoando as montanhas da área, Grover sofre uma parada cardíaca que o leva a fazer um pouso de emergência. Acordado, Ben percebe que quebrou algumas costelas, Grover está morto, o cachorro aparentemente está bem mas Ashley acabou deslocando o ombro e quebrou a perna. Eles não tem absolutamente nenhuma forma de pedir socorro já que nenhum deles teve a ideia de avisar alguém que estavam embarcando em um voo fretado.

Ben precisa encontrar uma maneira de sair dali com Ashley sem agravar o estado de sua perna, usando as poucas coisas que encontrar no avião, ao mesmo tempo que tenta não morrer congelado e com fome. Neste meio tempo, uma amizade entre ele e essa moça vai crescendo e assim, os dois acabam repensando suas vidas, suas escolhas e principalmente suas palavras.

MINHA OPINIÃO
Sempre tem aqueles livros que a gente precisa conversar com outra pessoa. Depois daquela montanha foi uma obra que fiquei bem curiosa a respeito depois de ver tantas resenhas positivas e assim que terminei, senti uma necessidade imensa de contar sua história para todo mundo. Primeiramente, não acredito que de fato o livro seja um romance porque apesar de tudo, a história não está focada nisso e sim no personagem Ben e sua maneira de tentar sobreviver junto com Ashley e nas memórias de seu casamento feliz com Rachel.
Foto por Literatura Estrangeira
Ben é um homem maravilhoso, daqueles que a gente se orgulha de ter por perto. Ele é amoroso, carinhoso e fala de sua mulher com respeito e devoção, sem contar que ele é um excelente médico. Sua forma de tratar as pessoas é o que diferencia da maioria. Olhando Ashley e vendo-a perto de se casar, ele quer que ela sinta e tenha as mesmas coisas que ele teve em seu casamento com Rachel, por isso mesmo sofrendo horrores para transportá-la daquela montanha, ele não irá desistir de levá-la de volta a seu noivo. 

Foi um daqueles momentos que eu eu entendi, realmente entendi, que a vida não é garantida. Que eu a tomada por certa, sem lhe dar valor. Que acordava todos os dias achando que também acordaria no dia seguinte.

Ashley é uma moça forte. Forte porque mesmo sentindo dores horríveis e estando a 0ºC, ela sempre vê tudo com muito bom humor. Uma de suas características marcantes é justamente seu humor, que consegue fazer Ben sorrir e até mesmo tirar o peso de toda aquela situação de suas costas, afinal, se ele não tivesse convidado Ashley a pegar o avião, ela estaria casada naquele momento. Mesmo assim, Ashley não culpa Ben mas sofre por saber que é praticamente um peso morto sem poder fazer nada sem a ajuda de uma das pernas.

O cachorrinho que mais tarde viria a ser chamado de Napoleão é um fofo, é ele que tira a maior parte do drama da história e acho que foi a base dos dois personagens, sem ele, acho que eles teriam sucumbido e desistido logo após o acidente. O livro todo é baseado na sobrevivência deles, em procurar abrigo, comida, tentar melhorar as fraturas que tiveram e sair dali. Mas imagina pessoas leigas como nós estarmos no meio do nada, com um frio do caramba e ainda por cima com uma mulher que mal pode andar na sua responsabilidade? Não é pra qualquer um, mas Ben possui características ímpares que fazem com que ambos consigam sobreviver as diversas adversidades.
Foto por Literatura Estrangeira
Uma das coisas que chamam atenção no enredo são as gravações que Ben faz para sua esposa Rachel, as que ele futuramente - se sair dali - mostrará para sua mulher. Essas gravações são relatos do estado atual deles e também lembranças de quando ele conheceu Rachel e todos os momentos após o casamento deles. Foi uma das coisas mais lindas e fofas que já vi em um livro. Ben se mostra um homem apaixonado, fiel e encantado por sua esposa. Confesso que eu quis muito que ele ficasse com Ashley no começo, mas quanto mais lia sobre esses monólogos dele sobre sua vida com sua mulher, mais tinha certeza que ambos tinham sido feitos um para o outro.

O livro é escrito de forma direta, simples. O autor conseguiu demonstrar muito conhecimento sobre a descrição dos lugares, das técnicas de sobrevivência usadas por Ben, o que deixa o livro muito mais crível. Ah, e o final! Muita gente ficou bastante surpresa com o final, e eu acredito que ele foi escrito mesmo para sacudir o leitor, mas no meu caso, eu já suspeitava bem o que estava acontecendo, e ainda assim, achei-o maravilhoso. Por pouco não chorei, mas meus olhos ficaram cheio de lágrimas (com certeza provenientes de um cisco no meu olho) e assim, finalizei a obra com um aperto no coração. Queria mais, muito mais e fiquei admirada com o talento do autor em me fazer ansiar por mais páginas.

Depois daquela montanha é um livro bastante reflexivo, que mostra como o ser humano consegue sobreviver as demais circunstâncias simplesmente por focar-se em alguma coisa, seja alguém, uma coisa, um fato, tanto faz. É um livro maravilhoso que consegue trazer elementos fortes e ao mesmo tempo leves em seu enredo, que encanta e faz o coração do leitor acelerar com cada página.

15 comentários

  1. Oi Miriã, sua linda, tudo bem?
    Eu também li esse livro e ele mexeu muito comigo. O relacionamento dele com Rachel realmente é incrível, você fica ouvindo ele falar com ela por aquele gravador e imaginado a grande mulher que está por trás dele. E como esse mulher mudou a vida. Recomendo para todo. Sua resenha ficou ótima!!!
    beijinhos.
    cila.
    http://cantinhoparaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Cila. Eu me senti super envolvida pela história e pelos personagens e sim, tudo ficou maravilhoso, inclusive o relacionamento do Ben com a Rachel, que achei um dos mais lindos nos livros que já li.

      Excluir
  2. Olá, tudo bem? Uau, parece ser um ótimo livro mesmo! Fiquei com bastante vontade de ler a obra e adorei sua resenha!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lari. O livro é maravilhoso, te prende de uma forma magnífica, eu fiquei encantada com tudo.

      Excluir
  3. Hey, Mi!
    Nossa, que resenha! Fiquei aqui toda encantada!! Mas pensando na adaptação, a Kate Wisnlet vai interpretar a Ashley? Fiquei confusa agora! rs. Mas voltando ao livro...rs. Eu não fazia a menor ideia do que ele se tratava, embora já o tivesse na lista de futuras leituras. Entendo exatamente o que você sentiu ao final da leitura, essas são as melhores! haha.
    Mil beijokas - Entre um Livro e Outro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Anya. Assim, ela vai interpretar a Ashley, se não me engano, estou louca para ver essa adaptação! *-* É um livro muito bom, fiquei maravilhada com o trabalho do autor.

      Excluir
  4. Este livro é simplesmente incrível! É um dos meus preferidos
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
  5. Olar Mi! Não sou chegada em romances, mas particularmente desse eu gostei bastante, não só da sinopse, mas sua resenha me vendeu um livro com um enredo bem completo! Gosto muito que tenha um desenvolvimento usando o drama no meio de tudo sem focar só romance, logo sendo um livro que faz a gente vivenciar o que tá lendo!

    bjs, Carol | Espilotríssimo
    www.carolespilotro.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Carol. Assim, esse livro tem momentos muito tocantes mas ele tem pouco foco no romance, o que é diferente e muito legal. Talvez te interesse.

      Excluir
  6. Oi Mi! Eu acho que vou chorar, nossa de ler vc falando dele gravando pra esposa fiquei emocionada aqui rsrsrs acho que ando sensível. Linda a resenha! Fiquei com vontade de ler o livro!!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante
    Sorteio A guerra que salvou a minha vida

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mi. Sabe aqueles livros que mexem com nosso emocional? Depois daquela montanha é justamente esse livro, maravilhoso.

      Excluir
  7. Oi Miriã!
    Que cantinho mais lindo!!! Babei no seu blog agora, um mimo só!
    Estou de olho nesse livro desde a Bienal do ano passado, conheci a obra no evento da arqueiro e desde então aguardo a oportunidade para ler. Gostei muito da sua resenha e da sua opinião, vou atás do livro para ontem!

    Beijokas

    http://paraisodasideas.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Kelly. Obrigada pela visita, volte sempre!
      Eu li o livro na loucura, vi uma resenha somente e parti para a obra e não me decepcionei. É um livro lindo!!!

      Excluir
  8. Quando terminei esse livro eu estava chorando e agarrada no travesseiro.
    E olha que li sem expectativa nenhuma rs
    Agora estou esperando na telona <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Clayci. Eu também li sem expectativa e terminei com os olhos cheios d'água, é um livro muito lindo.

      Excluir

Não esqueça de deixar seu comentário, assim poderei saber se gostou ou não do post.
Aproveite e deixe seu link, para que eu possa retribuir sua visita! ❤