Abandonei sem dó: Academia de Princesas - Shannon Hale

Olá, como vão? Hoje vou estrear uma nova coluna aqui do blog, e vim contar um pouco mais sobre ela para vocês. Como alguns já sabem, eu sou do tipo de pessoa que não fica se torturando com história que não me apetece. Então se eu vejo que o enredo não está nada promissor e a leitura mais difícil que o habitual, eu já abandono o livro de cara ao invés de ficar tentando engoli-lo. Por isso, resolvi criar uma coluna chamada de "Abandonei sem dó", uma espécie de paródia da coluna "Li até a página 100 e...".

Como eu nunca iria fazer uma coluna assim no blog porque raramente consigo ler até determinada página e parar para comentar sobre ela, eu resolvi colocar algumas perguntas da coluna nesta que estou criando agora, pra ficar mais divertida ao invés de vocês ficarem somente lendo minha opinião, ás vezes chata, sobre algum livro. E para começar, vou falar do livro Academia de Princesas da autora Shannon Hale.


Do que se trata a história? O livro conta a vida de uma garota de 14 anos chamada Miri. Ela vive na pequena aldeia do Monte Eskel, um povoado distante do reino de Danland. Aqueles que moram lá são chamados de homens da montanha, e os que moram no reino de homens da planície. Todos que vivem lá trabalham na pedreira assim que tem idade suficiente, cortando pedras de cantaria para que pudessem trocar por alimentos ou mercadorias. Porém, a vida de todas as garotas mudam já que um mandatório-mor chega a pequena vila avisando que o príncipe estará a procura de uma princesa para casar, e todas as meninas entre 12 e 17 anos, deveriam ser enviadas a Academia de Princesas, para que pudessem se preparar para a grande escolha do príncipe. Miri não quer sair de sua casa e muito menos abandonar seu pai, mas acabou tendo que ir, e assim, ela relata seus dias na Academia de Princesas, onde vai conhecendo mais sobre o mundo e se auto descobrindo também.

Em que página você parou? Na página 103

O que achou da personagem principal? Gostei muito de Miri, na verdade. Ela é uma menina que preza a família e se ressente por ser uma das únicas garotas da idade dela que não trabalha na pedreira, por isso acabou se tornando uma menina muito solitária, tendo como companhia somente sua irmã mais velha e seu melhor amigo, Peder. O desenvolvimento de Miri na Academia de Princesas é notável. Ela não quer ser uma princesa, pelo contrário, ela somente quer ir para casa, mas depois de tanto ouvir insultos da tutora sobre sua aldeia - de que as pessoas de lá não eram devidamente capacitadas como as outras da planície -, ela resolve que irá ser a melhor da Academia para provar o seu valor, e assim, começa a se esforçar mais. 

Por que resolveu abandonar o livro? Mesmo gostando da personagem, a edição do livro em e-book está muito ruim, então dificultou muito a leitura. Tudo no começo da história é bem maçante e um pouco chato, somente quando as meninas chegam a Academia é que a história se desenvolve. Ainda assim, achei-a bem parecida com a Seleção, o que foi uma grata surpresa saber que não era. O livro parece ser retratado em uma época de expedições marítimas, onde o principal meio de comércio era através do escambo, e quase todo mundo da aldeia de Miri sequer sabia ler. 

Apesar do livro ter um enredo legal, eu ainda não entendi o que a história queria mostrar com o livro. Ora ela se perdia falando da academia, ora focava demais ao falar do trabalho da pedreira e das questões diplomáticas do povo da montanha. Eu acabei abandonando porque a leitura estava fluindo lentamente, quase parando e ainda não tinha sentido nada que me prendesse ao enredo. Vi algumas resenhas que disseram que o livro vale sim a pena, mas quem sabe eu não leia uma outra hora?

E algum de vocês já leram o livro e queiram contribuir com a sua opinião para esta coluna? Deixe seus comentários abaixo!
Foto por Garota Agridoce

12 comentários

  1. Hey, Mi!
    Mi do céu! Que ideia mais sensacional de coluna! Eu posso fazer quando rolar abandono? Porque sinceramente, amei sua nova coluna!! Esse ano já abandonei dois, e não pretendo abandonar mais nenhum haha. Mas até que deu vontade de falar sobre os abandonados novamente, só para responder as perguntinhas que você botou haha.
    Eu também, muito raramente, é que consigo seguir com o "Li Até a Página 100 e...". Nunca lembro de falar da página 100! É uma coisa isso! haha.
    Ainda não li o "Academia de Princesas" e confesso que não tinha interesse. Sei que abandonou a leitura, mas acredita que com você falando dela, deu até vontade de ler? haha. Okay, sou do contra...
    Eu não costumava abandonar nem aquele tipo de leitura que a gente leva um mês para terminar - Isso aconteceu comigo uma vez. Um mês para terminar um livro... - mas agora tenho abandonado sem dó! rs.
    Mil beijokas - Entre um Livro e Outro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Anya. Obrigada! Espero que você e quem quiser aderir a ideia fique a vontade, certo? Eu tentei muito não abandonar, mas simplesmente cansei de sofrer com aquilo, e resolvo logo dizer adeus.
      Eu espero que você leia então, mas um dos motivos que me fizeram desistir também foi que a narrativa era um tanto rebuscada, o que dificultou um pouco a leitura.

      Excluir
  2. Oi Mi!! Eu adorei a coluna!! Ás vezes eu me torturo pra terminar outras vezes não hehehehe Eu não conhecia esse livro, mas que pena que a história é maçante, quando é assim dá sono e olha que eu tenho insônia heheheheh

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mi. Eu cansei de me torturar, a vida é curta demais pra gente desperdiçar se matando lendo um livro que não agrada. Eu fiz a coluna pra que vocês possam se divertir também, então fiquem a vontade para fazer também.

      Excluir
  3. Oi Mi!
    Sabe o que é o mais legal? É que eu acabei de postar um "Li até a página 100 e..." no meu blog! Kkkkkkkkkkkk
    Dia desses eu falei sobre a minha dificuldade de abandonar livros. Mas descobri que nem é tão ruim quanto eu imaginava. Tô aprendendo a praticar o desapego, afinal, tem muita coisa boa pro aí pra ser lida, por isso não podemos ficar presos a um livro que não está nos agradando, né?
    Adorei a coluna!

    Beijocas
    Fabi Carvalhais
    pausaparapitacos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Fabi. É exatamente isso que eu penso. Eu acho que a vida é curta demais pra gente se torturar com leitura que não vai pra frente kkk eu fui ver lá, realmente você acabou de postar! rsrs
      Beijo.

      Excluir
  4. Oi! Adorei a coluna, temos que ser sinceras mesmo. E tortura não é bom nunca né? Tem ótimos livros nos esperando. Eu gostei do enredo, quero ler. Afinal posso gostar ou não rsrs Bjos ❤

    Click Literário

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Rackel. Você traduziu exatamente o que eu penso sobre ficar lendo livros assim kkk melhor não se torturar.

      Excluir
  5. Oi Mi :)

    Que coluna mais genial, eu gostei e quero muito fazer, que bom que você compartilhou essa ideia maravilhosa com a gente, e eu adorei o Banner também *-*, provavelmente esta é a primeira opinião que leio sobre este livro, e enquanto lia o post ficava me perguntando por que você abandonou, mas realmente quando a leitura fica maçante, e difícil continuar, aconteceu isso comigo no livro amante japonês, meu deus abandonei sem dó hahahaha, até comentei lá no blog, tem outros que não me lembro agora, mas menina lembra demais a seleção, primeiro a ideia do príncipe busca uma princesa, o fato dela ter uma irmã e um amigo, o mesmo caso da America, e na seleção ela também não queria ir kkkkkkkkk enfim que pena que não curtiu, sinto muito flor e horrível mesmo quando isso acontece.

    Beijinhos

    Resenha Atual

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ingrid. Que bom que gostou! Acho que eu sou uma das poucas leitoras que não tem vergonha e nem receio de abandonar a leitura, eu abandono mesmo sem dó e não me arrependo. É um saco ficar se martirizando por causa de uma leitura que não está rendendo nada.
      Espero que faça lá no blog.

      Excluir
  6. Miriã
    Eu raramente peixe um livro pela metade sempre lei até o fim mesmo que faça uma leitura mais dinâmica. Até as séries Eu costumo terminar mesmo aquelas que não gosto muito.
    Mas tem livro que realmente testa Nossa paciência. Este livro que citou acima não é um que normalmente estaria na minha lista de leitura Mas de qualquer forma já está Riscado. Queria ter largado a coleção A garota do calendário mas acabei lembro até o fim.
    abraços
    Gisela
    www.lerparadivertir.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Gi. Eu queria ter essa sua força de vontade para conseguir seguir em frente. Eu tento muito mas a leitura se torna insuportável, por isso para pra frente.

      Excluir

Não esqueça de deixar seu comentário, assim poderei saber se gostou ou não do post.
Aproveite e deixe seu link, para que eu possa retribuir sua visita! ❤